planBHá alguns anos atrás, você poderia ter uma loja on-line básica, adicionar alguns produtos, comprar algum tráfego barato e como um passe de mágica, você seria capaz de construir uma loja online de sucesso.

Mas esses tempos mudaram, e como mudaram…

Embora ainda seja muito interessante construir um ecommerce, a competição tornou-se mais dura, e os comerciantes precisam ser muito mais estratégicos se quiserem ter alguma chance contra os grandes players.

Neste post, vamos tratar alguns diferenciais para um ecommerce de sucesso.

1. PREÇO

Vamos começar com a pergunta mais difícil e mais comum quando se inicia um ecommerce: Devo competir com estratégia de melhor preço? Esta pergunta está estritamente relacionada à frase “Se eu não tiver o melhor preço ninguém vai comprar na minha loja”.

A proposta de preço baixo pode parecer atraente se você está começando uma nova loja, mas saiba que esta estratégia não é a única que deve ser levada em conta.

Se você está revendendo produtos comuns com base apenas em preços baixos, você nunca vai conseguir competir com os grandes players. Estas empresas são muito confiáveis e oferecem preços extremamente baixos. Mesmo que o cliente encontre o seu ecommerce, será que uma diferença mínima de preço o fará comprar com você ao invés deles?

Não é impossível utilizar esta estratégia, mas competir em preço é a maneira mais difícil de construir um comércio eletrônico bem sucedido. Mesmo que você seja bem sucedido nas vendas, as margens de produto provavelmente serão tão pequenas que você vai precisar vender uma enorme para receber um retorno decente. Isso sem contar que muitos fabricantes determinam um valor mínimo para venda, deixando de vender para lojistas que desobedecem esta regra.

Se ainda assim você quiser utilizar a estratégia de preço baixo, não deixe de trabalhar o seu ecommerce para oferecer algo de valor, seja num atendimento melhor ou mais rapidez na entrega.

Enfim, é difícil competir com os grandes players unicamente no preço sendo como uma loja virtual independente. Se você fizer isso, certifique-se que é apenas uma parte – e não toda – da sua estratégia competitiva.

2. PRODUTO PRÓPRIO

Se você pode criar um produto único que as pessoas estão dispostas a comprar, fabricar seu próprio produto tem muitas vantagens.

Menos Competição: Quando você está vendendo um produto já existente, as pessoas podem facilmente comparar preços, mas quando você é o único a vendê-lo, as pessoas não têm escolha a não ser comprar de você.

Preços Premium: É mais fácil de cobrar um preço premium quando você não tem 200 outras lojas fazendo preços mais baixos. Quando você fabrica produtos exclusivos, seus clientes podem e vão querer pagar mais por isso.

Mais Lucro: Talvez o melhor de se construir o seu próprio produto e/ou comprar diretamente do fabricante é o custo, pode ser que isso exija um investimento maior no início, com matéria prima, máquinas e equipamentos, mas é a melhor maneira de aumentar as margens de lucro.

Fabricar seus próprios produtos também tem seu lado negativo, sempre teste a capilaridade de um produto antes de fabricar um estoque inteiro dele. Muita coisa pode acontecer e seu produto também pode deixar de ter demanda muito rápido. Por isso, trabalhe bem as pesquisas e adapte-se a sazonalidade do seu mercado.

3. NICHO DE MERCADO

Esta é a abordagem que, na minha opinião é uma das melhores maneiras de ter sucesso se você está construindo um negócio na internet. Se você estiver vendendo produtos existentes no mercado e não quer competir em preço, você precisa oferecer algo de valor. Algumas das melhores coisas para oferecer são confiança e orientação aos clientes.

Por mais que um grande player venda o mesmo produto, sua loja pode dar mais dicas sobre o funcionamento e utilização de alguns deles, você pode fazer vídeos explicativos, ter um canal de atendimento específico para aqueles produtos mais desejados.

A incerteza sobre o funcionamento de um produto é uma grande razão para as pessoas não compram, e isso pode ser bem explorado em lojas de nicho. Você se sentiria confortável em comprar um sistema de segurança para sua casa na Amazon? Provavelmente não, porque eles não se especializam nesse nicho e você teria dificuldade em entender o funcionamento da instalação. Em vez disso, você provavelmente procura uma empresa especializada em sistemas e equipamentos de segurança.

Apesar das vendas, você ainda vai ganhar a confiança de muitos compradores como sendo um especialista naquela área e, quanto mais você educá-los, mais credibilidade – e vendas – você vai gerar.

4. CONSTRUIR UMA MARCA

Quando você constrói uma marca , você vai além da venda de apenas um produto, você vende uma experiência, ideia ou filosofia. Esta é provavelmente a abordagem mais difícil de executar, ter o poder de criar um negócio que pessoas se identifiquem.

Um ótimo exemplo é a Apple, uma indústria de tecnologia que vende computadores. Mas será que eles realmente vendem computadores? A resposta é Não! Eles vendem experiência, inovação, engajamento, facilidade. Você nunca verá um anúncio Apple explicando a potência de um computador através das características do processador XPTO, ao invés disso, você verá diversos anúncios sobre como seus computadores são tão finos que podem ser guardados em um envelope, ou mesmo como você não vai ficar na mão por um dia todo com baterias que duram 10 horas.

Aprenda a falar com o sistema límbico dos seus clientes, entenda qual é a dor deles e entregue uma solução, tenho certeza que isso te dará 50% de chances de sucesso.

QUAL ABORDAGEM UTILIZAR?

Se você está à beira de lançar sua primeira loja – ou se você possui um agora – certifique-se de qual abordagem utilizar.

Você vai oferecer um produto único?

Trabalhar um nicho?

Criar uma experiência para os seus clientes?

Se você não tiver certeza, converse com outras pessoas do seu mercado e avalie as possibilidades.

O que você acha? Discorda de algo ou acha que existem outras estratégias viáveis ​​que eu não mencionei? Eu adoraria receber seu comentário abaixo.